Alemanha vai estatizar maior importadora de gás do país

Alemanha vai estatizar maior importadora de gás do país

- in Notícias
0
Comentários desativados em Alemanha vai estatizar maior importadora de gás do país

A Uniper fornece gás para cerca de 40% dos consumidores alemães. Com o corte no fornecimento russo e o aumento nos preços da energia, gigante estava à beira da falência. Governo alemão vai passar a deter 99% da empresa.

O governo alemão vai estatizar a Uniper, maior importadora de gás do país, segundo anunciou nesta quarta-feira (21/09) o grupo finlandês Fortum, que controlava a empresa. O congelamento do fornecimento degás da Rússia ameaçava levar a gigante à falência.

Nos termos de um acordo entre Berlim e o grupo estatal nórdico, a Alemanha vai comprar os 56% do capital detido pela Fortum por cerca de 500 milhões de euros e realizar um aumento de capital de 8 bilhões de euros, disse a empresa finlandesa em comunicado.

“Depois do aumento de capital e da compra de ações, o Estado alemão passará a deter cerca de 99% da Uniper”, acrescentou a Fortum, cujo maior acionista é o governo finlandês.

O Ministério da Economia alemão confirmou que o governo está assumindo um total de 99% da Uniper, criando uma “estrutura de propriedade clara para garantir a Uniper e, assim, o fornecimento de energia para empresas, concessionárias municipais e consumidores”.

A aquisição das ações será concluída após o cumprimento de vários requisitos regulatórios, juntamente com a aprovação na assembleia geral da Uniper e na Comissão Europeia.

Os problemas de gás no inverno alemão

Com a proximidade do inverno, a Alemanha está fazendo todo o possível para garantir gás natural, muito importante para o aquecimento das casas e empresas. A estimativa é que, atualmente, os tanques de armazenamento estejam 90% cheios. O ministro da Economia da Alemanha, Robert Habeck, expressou otimismo de que o país conseguirá enfrentar as baixas temperaturas.

“Como um todo, lidamos muito bem com a situação”, disse Habeck nesta quarta-feira. “Mas, para a Uniper, a situação se tornou significativamente mais dramática”, acrescentou.

Habeck disse que, conforme planejado, uma sobretaxa de gás entrará em vigor em 1º de outubro. O custo será de 2,4 centavos de euro por quilowatt-hora.

O ministro afirmou na quarta-feira que a sobretaxa é necessária para garantir a integridade financeira da Uniper e de outros fornecedores de energia da Alemanha. Segundo ele, a sobretaxa de gás é um mecanismo que permite às empresas repassar custos mais altos antecipadamente.

No entanto, agora que a Uniper será uma empresa estatal, há dúvidas sobre se a taxa é legal – o que Habeck garante que está sendo analisado.

O ministro da Economia acrescentou que a estatização da Uniper deverá estar concluída em cerca de três meses.

Os motivos da compra

A Uniper, maior importadora de gás natural da Alemanha, atua como intermediária entre fornecedores russos e consumidores alemães. Ela fornece combustível para cerca de 40% dos consumidores de gás do país e, antes da guerra na Ucrânia, comprava cerca de metade de seu gás da Rússia.

No entanto, depois que Moscou invadiu o país vizinho e cortou o fornecimento de gás para a Europa após as sanções ocidentais, a empresa foi forçada a comprar gás de outros lugares, a preços mais altos, absorvendo os custos sem repassá-los aos consumidores.

A empresa foi uma das envolvidas na construção do gasoduto Nord Stream 2, que segue desativado por tempo indeterminado como parte das sanções impostas à Rússia.

A situação da Uniper ficou ainda mais complicada no início deste mês. A gigante de energia russa Gazprom, que fornecia gás para a Europa Ocidental através do gasoduto Nord Stream 1, parou completamente de enviar o combustível, alegando problemas nos equipamentos.

le/ek (Lusa, DPA, Reuters, AFP, AP)

You may also like

Estudo de viabilidade Econômica? Contrate um Economista